7 Dicas para praticar yoga em casa, por Sandra Monteiro

yoga em casa

Com todos os diferentes tipos de exercícios no mundo, porquê optar por fazer yoga em casa? Podia ficar aqui horas e dar-lhe inúmeras razões, mas a resposta é curta. Esta prática melhora a sua saúde emocional e física como nenhuma outra rotina de fitness. O yoga pode mesmo tornar-se um estilo de vida.

Praticar yoga em casa (ou noutro local) leva-nos a um estado de bem-estar, não só connosco, mas com o mundo. Relaxa o sistema nervoso, melhora a imunidade e aumenta a nossa capacidade pulmonar e cerebral.

Ademais, fazer yoga regularmente pode diminuir dores crónicas e até melhorar relacionamentos, só para citar alguns exemplos. Afinal, o Homem tem vindo a praticar yoga há, pelo menos, 5.000 anos. Por isso, tem de valer a pena!

Praticar yoga em casa: Por onde começar?

É tempo de abandonar a ideia de que o yoga é apenas para alguns – para os mais novos, para os flexíveis, para mulheres ou para pessoas mais sensíveis e espirituais. Não importa a idade, o tamanho, a forma ou a estatura: o yoga é para TODOS!

Se já tomou a decisão de começar a fazer yoga em casa, que bom para si! Mas antes de pensar no material a comprar e de configurar a sua casa, tem de encontrar o tipo de yoga que melhor lhe convém.

Com todos os métodos de yoga que existem, uns mais tradicionais do que outros, é difícil escolher. Também não é fácil entender as diferenças entre as várias ofertas disponíveis no mercado. A minha recomendação é experimentar, ler e explorar.

O método certo não é o meu nem o dos professores que vai conhecendo nas redes sociais. É o que fizer sentido para si, neste momento. Aquele que trouxer para a sua vida o que procura agora. Encontre a prática que mais combina com as suas necessidades e objetivos. Tenho a certeza de que, com o passar do tempo, outros métodos passarão a fazer mais sentido para si.

Eu encorajo os meus alunos a experimentarem yoga com outros instrutores e noutras escolas. A melhor forma de conhecer os diferentes estilos e escolher um é praticar. Assim, aprenderá os movimentos, mas também descobrirá qual a sua vibe.

Os diferentes estilos de yoga

A maioria dos praticantes de yoga no mundo ocidental pertence ao estilo Hatha Yoga. Este coloca grande ênfase no detalhe, precisão, alinhamento, desempenho das posturas e controlo da respiração.

Se procura uma abordagem mais dinâmica, que tonifique os músculos, deve experimentar o Vinyasa Yoga. É um estilo que exige um grau elevado de concentração e dedicação por parte do praticante. Consiste numa sequência de posturas que integram movimento e respiração.

Se o que a atrai no yoga é o seu efeito relaxante sobre o corpo e a mente, experimente o Yin Yoga. Possui um conjunto de posturas mais lentas e enfatiza a meditação: perfeito para quem faz yoga em casa.

Estes são apenas alguns exemplos, mas existem muitos outros métodos. Para descobrir o ideal para si, procure alguém com quem se identifique, encontre um guru, aprenda e pratique. Espero que rapidamente possa começar a incorporar na sua rotina a prática diária de yoga. Mas tenha em mente que fazer yoga em casa não substitui as aulas com um professor bem preparado e experiente. Eu continuo a praticar sob o olhar atento de outros professores.

yoga em casa

7 Dicas para uma prática de yoga eficaz

Podendo praticar-se em qualquer sítio, o yoga é o treino ideal para fazer em casa. Aqui, não há horários rígidos, pressas nem distrações. O exercício é completamente focado na autoaceitação, devendo começar devagarinho, descobrir e explorar os seus limites.

Não comparar o seu nível com o de outras pessoas é o principal benefício de fazer yoga em casa. No entanto, a prática requer alguns cuidados básicos antes de colocar o tapete de yoga no meio da sala.

1. Crie o seu espaço sagrado

Vai ficar surpreendida com a facilidade de transformar o seu espaço de vida no seu próprio estúdio de yoga privado. Escolha um lugar calmo da sua casa, com espaço aberto o suficiente para ter total liberdade de movimentos. Basta que o pavimento seja liso e plano, portanto pode ser a sala, o quarto ou uma varanda. O importante é sentir-se confortável.

Pode adicionar algumas velas, incensos e cristais... Crie o seu espaço sagrado, decore-o ao seu gosto e escolha uma música relaxante. Um toque de alma pode ajudar a melhorar a sua prática.

Afaste os móveis antes de iniciar, deixando uma parede vazia para se poder encostar.

Todos os espaços de yoga requerem pelo menos um tapete. É possível utilizar um cobertor ou uma toalha para praticar, mas ter um tapete de yoga é a opção mais segura e higiénica. Idealmente, deve ser antiderrapante e fácil de transportar consigo quando quiser praticar fora de casa.

Investir no seu próprio tapete pode ser uma inspiração, pois nele acumulará a sua energia. Há até tapetes feitos de cortiça, um material ecologicamente sustentável.

Um reforço, como uma almofada de meditação confortável, é também um excelente complemento para quem pratica yoga em casa. Estas almofadas garantem conforto em algumas posturas sentadas. Ajudam principalmente quando a força nas costas, pernas e abdómen não é suficiente para manter a coluna vertical. 

2. Defina um ritual

Depois de estipular um horário para os exercícios de yoga em casa, deve segui-lo de forma disciplinada. Ao criar um compromisso consigo própria, é mais fácil manter uma prática diária que passe a integrar a sua rotina.

Criar esse tempo para si é essencial. Vai passar a estar mais presente e paciente. Vai sentir maior abertura para apreciar os pequenos momentos de alegria de cada dia, todos os dias.

3. Treine em segurança

Como em qualquer outro treino independente, é necessário dar prioridade à segurança. E não pense que não se pode magoar nesta prática, porque na realidade é bastante frequente. A proteção é essencial, pelo que deve fazer alongamentos e aquecimentos adequados antes de iniciar a sua sessão de yoga em casa.

Deve estar atenta ao seu corpo para não forçar exercícios que ainda não esteja preparada para fazer. Lembre-se de que não vai ter um instrutor para estar de olho em si. Deve ter atenção ao modo como o seu corpo se move e se sente.

Inicie com posturas mais simples e vá gradualmente aumentando a complexidade dos exercícios. Respeite os seus limites, tanto físicos como mentais e emocionais. Respeite o seu corpo e encontre o equilíbrio entre esforço e conforto.

A evolução requer tempo e dedicação. Não tenha pressa, não há nenhuma concorrência em casa. Só se for consigo mesma!

4. Planeie a sua prática

Decida todo o processo. Para fazer yoga em casa, precisa de saber o que fazer e por quanto tempo.

Quando é iniciante, é importante que trace o seu plano de prática. Faça uma espécie de roteiro adequado às suas necessidades pessoais. Para isso, é necessário ter experiência e conhecimento das técnicas. Consulte um professor ou utilize uma metodologia já pronta (principalmente se tiver uma lesão). Com o tempo, tudo vai fluir, acredite.

Precisa de um impulso energético? Experimente fazer algumas saudações ao sol. Quer acalmar o corpo e a mente antes de dormir? Experimente Yoga Nidra, que inclui meditação. Quando está a fazer yoga em casa, tudo fica facilitado. Só tem de se preocupar com as suas necessidades pessoais e restrições de tempo.

5. Sinta-se confortável e confiante

Use roupas confortáveis: nem demasiado largas, nem demasiado justas, em que possa transpirar. Opte por peças leves, que lhe permitam movimentar-se facilmente de forma a conseguir fazer todas as posturas sem dificuldade. A Oito.Um tem modelos confortáveis e lindíssimos. Conheça-os aqui!

6. Comece cedinho

Cada organismo tem o seu horário ideal para a prática de exercícios físicos, independentemente da modalidade. Idealmente, o yoga deve praticar-se de manhã e em jejum. O ideal é realizar os movimentos com o estômago vazio, para evitar o refluxo durante a prática. Se estiver com muita fome, bebe um sumo 30 minutos antes. Se só puder praticar mais tarde, evite comer pelo menos duas horas antes. Lembre-se que o importante mesmo é praticar!

7. Pratique sem telemóvel nem computador por perto

Dedique o tempo destinado ao yoga só a si (e não vale pôr o telemóvel em modo vibração). Desfrute desse momento que é só seu!

 

Então, do que está à espera? Anote estas dicas e execute-as para uma melhor prática de yoga em casa. Dou-lhe um conselho mais pessoal: antes de começar a atividade, respire. Agradeça ter dedicado esse tempo a si própria e à viagem interior a que se propõe. Sinta o quanto é abençoada por ter a experiência de viver aqui e agora.

Namastê 

Sandra Monteiro Sandra Monteiro

 


6 comentários


  • Sofia Carvalho

    Olá!
    Sou yogaterauta, mas a minha profissão é na área da gestão empresarial. Faço também voluntariado na Ericeira, onde dou prática de yoga. Gostei muito da forma simples como incentivou a prática em casa! Vou partilhar! Obrigada, Sofia Fernandes Carvalho


  • Maria Dos Anjos Mota

    Gosto muito de yoga. Parabéns pelo incentivo.


  • Helena Baptista

    Muito obrigada por este texto
    Prefeito!
    Amanhã vou recomeçar a yogar
    🙏


  • Solange Macedo

    Recomendo vivamente a professora Sandra, pelo método, prática e amor 😊❤ love u ❤


  • Fernandes

    O yoga em casa como fazê lo sem experiência


Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos.