As dicas de quem perdeu peso de forma saudável by Benedita Figueiredo

transformcao 2012-2021

A Benedita Figueiredo tem 30 anos e é a autora do Diário de uma Ex-Obesa. Os seus problemas com o peso começaram na adolescência, mas perdeu 30kg e quer ajudar outras mulheres a seguirem o mesmo caminho.
Sabe que foi obesa mas discorda "totalmente" da teoria de que não existem ex-obesos. Mas para isso é importante entender a obesidade como doença física e mental, e tratá-la em ambas as vertentes: "
Se optarmos pelas formas mais fáceis e rápidas de perder peso - como operações, dietas loucas, comprimidos, passar fome - e não aprendermos sobre como nutrir o corpo e sermos mais saudáveis, então dificilmente deixaremos de ser obesos. Mas se durante o processo de perda de peso - eu prefiro chamar-lhe "ganho de saúde" - percebermos o porquê de estarmos a fazer determinadas escolhas (alimentares e de estilo de vida), então encontraremos o equilíbrio emocional e físico para deixarmos de ser obesos".

As dicas em primeira pessoa são a nossa forma de passar a sua mensagem, porque também queremos ajudar as mulheres a serem mais saudáveis, mais confiantes e mais felizes com a sua vida!

1. NÃO TENHAS PRESSA. NÃO ENGORDASTE DE UM DIA PARA O OUTRO, ENTÃO NÃO ESPERES EMAGRECER DE HOJE PARA AMANHÃ.

Pensa na tua saúde e deixa a ânsia de perder peso de lado. Se perderes peso rapidamente irás estar a fazer esforços que te vão deixar infeliz. Vais passar fome, deixar de ir a programas só porque tens medo que não seja adequado ao teu plano alimentar, vais deixar de comer tudo o que gostas. E para quê? Para ficar com um corpo mais magro por um determinado período? Sim, porque se tens pressa e queres resultados rápidos acredita que os resultados também vão desaparecer bem rápido.
O problema das dietas rigorosas é este efeito yo-yo. Este efeito acontece porque seguramente retiras tantos nutrientes ao teu corpo que ele vai entrar em défice e no dia em que te fartares de sofrer, ele vai agarrar tudo o que lhe retiraste e vai reter com medo que desapareça outra vez. E depois? Voltas a engordar e o teu corpo está cada vez menos saudável! Por isso, por favor não queiras perder peso muito rápido, e lembra-te que tudo volta à velocidade que vai.

2. PROCURA UMA NUTRICIONISTA QUE TE ENSINE SOBRE ALIMENTAÇÃO.

A palavra-chave é "aprender". Não procures apenas um plano alimentar para perder peso. Procura alguém que te ajude na alimentação, mas que também te ensine a compreendê-la. Quando aprendes tornas-te mais confiante e mais capaz de fazer as escolhas certas. E só assim poderás tornar-te independente no futuro.
Procura um profissional que saiba exatamente o que o teu corpo precisa para ser forte e saudável, e lembra-te que cada corpo é um corpo, e cada pessoa tem necessidades energéticas e nutricionais diferentes.

3. ACREDITA NA REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

Se queres perder peso de forma consistente e manter-te com o peso ideal, vais precisar de re-aprender a tua alimentação. Vais precisar de todos os nutrientes e não é com dietas rigorosas que encontras o teu equilíbrio. Muda para um estilo de vida com o qual te identifiques e no qual acredites. Prometo que não tens de fazer dietas, só tens que entender os alimentos e olhar para a comida de forma a nutrir o teu corpo. O teu corpo vai agradecer por estar mais saudável e como recompensa vais sentir-te muito melhor.

4. PROCURA UM PERSONAL TRAINER QU TE AJUDE NOS PLANOS DE TREINO E QUE SAIBA O QUE É MAIS IMPORTANTE PARA O TEU CORPO.

Não te mates horas a fio na passadeira só porque vais suar e vais sentir que está a resultar. Lembro-me de fazer mais de 1 hora de cardio por dia, e os resultados não aparecerem. Quando comecei a treinar com o acompanhamento de um profissional, tudo mudou. Passei a treinar menos tempo mas com mais intensidade e os resultados não param de aparecer. E não foram apenas resultados estéticos. Tinha as costas muito arqueadas, e passado um ano a treinar corretamente a minha postura está quase perfeita.
Em relação aos treinos de força (hipertrofia), não vou mentir: tive muito medo de começar porque tinha receio de "ficar grande". Até que confiei no profissional (claro!!) e perdi bastante volume e massa gorda.
Escolhe um PT que te transmita confiança e com o qual sintas empatia, e confia nos seus conhecimentos.
Com consistência e paciência, e os resultados aparecem.

DICA FINAL

Prometo que quando conseguires ficar focada na tua saúde e deixares de categorizar os alimentos como “engorda ou não” mas sim como “saudáveis ou não” vais estar feliz, em equilíbrio mental e físico, e vais saber fazer as tuas escolhas.
Se olharmos para os alimentos como “isto engorda” ou “isto não engorda” vai haver sempre um dia que pensamos “agora não me importo de engordar, já estou por tudo” e começa a bola de neve. Mas se passarmos a olhar para os alimentos como “Saudável ou não” não acredito que alguém pense “não me importo com a minha saúde e com o meu futuro” portanto vão estar sempre em equilíbrio.
Mas é claro que também há dias em que nos apetece algo menos saudável. E que mal tem? Ninguém fica saudável por um dia decidir comer uma salada, certo? Então ninguém fica menos saudável por num dia comer uma pizza. Desde que seja com consciência e que saibamos desfrutar, está tudo certo. Nenhum alimento é proibido e nenhum alimento é obrigatório.
E como diria a minha nutricionista “Nem sempre, nem nunca”. 

Uma ex-obesa, 
Benedita 

Benedita Figueiredo
30 anos
Fundadora da página @b_healthyPT
"Diário de uma ex-Obesa"

 


Os comentários são aprovados antes de serem exibidos.