5 Mitos do desporto feminino desvendados por Daniela Oliveira

mitos desporto

 

Ser mulher no mundo do fitness é algo relativamente recente. Talvez por isso, alguns dos maiores mitos do desporto estejam relacionados com o desempenho atlético das mulheres.

Foi sobretudo a partir dos anos 80, quando a atriz, ativista, escritora, modelo e empresária Jane Fonda lançou os seus famosos vídeos de exercícios, que a maioria das mulheres começou a praticar exercício físico. Os vídeos de Fonda incentivavam as mulheres a treinar em casa, praticando um treino mais aeróbio. Ou seja, incluíam atividades que trabalhavam grandes grupos musculares durante um período de tempo alargado e ritmado, tais como a dança, corrida ou marcha em longas distâncias. Também era dada grande ênfase à ginástica localizada, influenciando e direcionando cada vez mais mulheres para aulas de grupo em ginásios e espaços semelhantes.

Apesar de terem passado 3 décadas e de terem sido dados passos gigantes no sentido de uma maior emancipação das mulheres, prevalecem alguns mitos do desporto no feminino. Mantém-se ainda a ideia de que as aulas de grupo e os exercícios sem pesos são mais direcionados para mulheres e o treino de musculação está reservado aos homens.

Os 5 principais mitos do desporto feminino

É muito interessante analisar os estigmas sociais ainda associados a este tema. Apesar de cada vez mais mulheres praticarem exercício físico, existem ainda muitos preconceitos e mitos no desporto feminino que precisam de ser esclarecidos. Vamos analisá-los juntas?

1. O ginásio é um espaço reservado a mulheres perfeitas e homens musculados

“Tenho vergonha de treinar num ginásio, rodeada de corpos perfeitos.” Este é um dos primeiros pensamentos que muitas de nós temos quando ponderamos treinar num ginásio. Não há dúvida de que somos muito influenciadas pelo que vemos na Internet, sobretudo nas redes sociais. Aliás, basta pesquisarmos por “mulheres no fitness” para vermos, nos resultados, mulheres musculadas e com corpos perfeitos. Mas, a verdade é que, na maior parte dos ginásios, 90% das mulheres possuem corpos absolutamente comuns e “normais”.

Está também ainda muito presente o estigma de que a mulher não se deve misturar com os homens no ginásio e que deve ficar longe do “seu território”: a “zona dos pesos”. A ideia de ir treinar sozinha para essa zona é ainda um enorme tabu para muitas mulheres. A presença de um personal trainer tem um papel fundamental para vencer todos estes medos e estigmas.

2. Para perder peso, o mais eficaz é o treino aeróbio

Este é, na minha opinião enquanto profissional da área, um dos maiores mitos do desporto. Todas aquelas horas passadas em cima da passadeira, na esperança de perder peso, é tempo perdido da vossa vida. O treino cardiovascular é importante, mas em doses moderadas e sempre aliado a um treino de força/funcional. Este sim, é excelente para a perda de massa gorda, fazendo-nos perder calorias até 24 horas após a sua execução, graças ao chamado EPOC (Excess Post Exercise Oxygen Consumption).

3. O treino de musculação deixa o corpo feminino demasiado musculado

Meninas, isto é um mito gigante! O treino de musculação/funcional é bom para todas nós, dos 0 aos 100 anos! Para nós, mulheres, é extremamente difícil fazer crescer o músculo. Podemos, e devemos, fazer treino de musculação/funcional, pois tem muitos benefícios para a nossa saúde muscular e osteoarticular. Prepara o nosso corpo para tudo e, como vimos, é um excelente aliado para a perda de peso. Paulo Gentil afirma que, quando associado a uma alteração dos hábitos alimentares, o efeito da musculação é duas vezes superior ao das atividades aeróbias para a perda de peso.

4. Um treino intensivo dispensa cuidados com a alimentação

Treinar não basta para alcançar resultados! Além dos treinos, é realmente importante verificar se está a ter cuidados a nível da alimentação. Um dos maiores mitos do desporto é achar que, por treinar mais, não necessita de seguir um plano alimentar rigoroso.

E o treino? Estará mesmo a fazer os exercícios mais indicados para si? Peça ajuda a um profissional do desporto e certamente verá resultados mais rapidamente. Registar fotograficamente todo o processo é uma excelente ferramenta para ir medindo o seu progresso e também para se motivar.

5. Para perder barriga há que fazer muitos abdominais

Cá está outro grande mito do desporto! A barriga não se perde milagrosamente a fazer abdominais. O nosso organismo funciona como um todo, portanto, temos de fazer exercícios que envolvam todo o corpo. Um dos melhores métodos de treino para perder a barriga é o HIIT – Treinos Intervalados de Alta Intensidade.

 

Desmistificar estes e outros preconceitos e mitos em relação ao desporto feminino é muito importante para ajudá-la a melhorar a performance do seu treino. Visite o blog da Oito.Um e acompanhe algumas das melhores dicas sobre desporto.

 

SABER MAIS SOBRE DESPORTO 

 

Daniela Oliveira
Daniela Oliveira

 


Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos.